terça-feira, 5 de novembro de 2013

Ground Zero

É relativamente comum quando se cria um espaço deste tipo que o escriba, no caso eu, retratado na foto à vossa direita, tirada nos tempos em que era um cavalheiro do século XIX, proceda a uma curta apresentação. Pessoas, este é o Salto do Monóculo, Salto do Monóculo, estas são as Pessoas. 

Posto isto, importa dizer que há blogues com propósitos definidos. Um fio condutor. Uma visão, um rumo, um projeto. Neste blogue não há nada disso. No fundo, O Salto do Monóculo assemelha-se um pouco àquela casa. 

Não falamos sobre saltos. Falamos ainda menos sobre o monóculo e sobre o impacto que a sua queda em desuso teve nas sociedades contemporâneas, apesar de ser uma temática de reconhecido interesse. Sobre o que é que falamos então? Sobre tudo, ou, mais realística/humildemente, sobre nada. 

E afinal, qual é o problema de falar sobre nada?


Sem comentários:

Enviar um comentário